Os Orixás

 

Os Orixás são espíritos de muita luz que estão trabalhando em seu campo de atuação para nos auxiliar e ainda mais às entidades que estão atuando na sua linha de trabalho.

 

Estudando mais a fundo, encontraremos uma grande ramificação de conceitos no relacionamento dos orixás com as entidades de trabalho, além da natureza.

 

Com toda a certeza estaremos disponibilizando estes estudos mais adiante, pois nossa intenção é reunir o maior conteúdo sobre Umbanda possível e disponibilizá-lo a todos.

 

Sincretismo - Muitos usam o sincretismo para poderem situar-se com os orixás. O sincretismo nada mais é do que relacionar o nome do orixá com um santo católico, por exemplo:


 renomear

Oxalá
(Jesus Cristo)
Amor, caridade, fé, compaixão, simplicidade, humildade, benevolência, perdão. É o mais evoluído de todos os Orixás.

 

Bebiba: Água

Comida: Canjica

BrancaVela: Branca

Saudação: Oxalá meu Pai ou Êpa babá Oxalá

Data comemorativa: 25/Dez



iemanja

 

Iemanjá (Nossa Senhora)Senhora do mar, mãe das águas. Comanda a falange da sereias, ondinas e entidades que trabalham na força do mar.

 

Bebiba: Champagne Branca

Comida: Manjar de côco

Vela: Azul e Branca

Saudação: Odoiá ou Odociaba

Data comemorativa: 02/Fev

 

 Oxum

Oxum
(Nossa Senhora Aparecida) Domina as águas doces (rios), comanda suas linhas transmitindo amor e fraternidade para seus filhos.

 

Bebiba: Vinho Branco Doce

Comida: Canjica Amarela, Feijão fradinho.

Vela: Azul
Saudação: Ora iê iê Oxum

Data comemorativa: 08/Dez

 

 Iansa

Iansã
(Santa Bárbara)Guerreira, senhora dos trovões e das chuvas. Podemos sempre pedir proteção a ela para que tenhamos segurança em nossos caminhos e também em nossa vida.

 

Bebiba: Vinho Branco Doce

Comida: Farinha de milho com azeite de dendê e mel.

Vela: Amarela

Saudação: Eparrêi Oiá ou Eparrê Iansã

Data comemorativa: 04/Dez

 

 

xango
Xangô
(São Jerônimo, São João Batista, São Pedro, São Francisco de Assis)Representante da justiça divina, é também o Senhor do fogo, habita as pedreiras. Para quem precisa de justiça este é o orixá certo para pedir, pois é ele quem nos protege das injustiças desse mundo.

Na lei da Justiça: “Quem deve paga, quem merece recebe.”

 

Bebiba: Cerveja preta

Comida: Acém com Quiabo

Vela: Marrom

Saudação: Kaô Kabecilê

Data comemorativa: 24/Jun

 

 

Ogum
Ogum
(São Jorge)Valente guerreiro, quebra as demandas e da proteção nos nossos caminhos. Ogum trabalha sob a Lei Divina e comanda também falanges de Exu, para que somente o bem seja feito em prol da Umbanda.

 

Bebiba: Cerveja branca

Comida: Frango Assado

Vela: Vermelha; Vermelha e Branca.

Saudação: Ogunhê

Data comemorativa: 23/Abr

 

 

oxossi

Oxossi
(São Sebastião)Rei das matas, rege toda a linha de caboclos e caboblas.

 

Bebiba: Vinho Tinto

Comida: Mandioca com mel, milho cozido, frango assado, frutas

Vela: Verde

Saudação: Okê Caboclo ou Okê Oxossi

Data comemorativa: 20/Jan

 




omulu

Omulu
(São Lázaro/São Roque)Dono do cemitério. Comanda a linha das Almas e também dos Exús e Pombas-gira que trabalham sob a força do cemitério.

 

Bebiba – Água

Comida - Pipoca estourada na areia de praia..

Vela - Branca/Preta

Saudação: Atôtô Obaluaê

Data comemorativa: 02/Nov

 

 

nanã
Nanã Buruquê (Santa Ana) Dona da Lama, barro, matéria prima da criação humana. Todos nós somos a força de Nanã e o sopro divino de Oxalá. 

Bebida -  Água
Comida - Folhas de Mostarda cozida com pingos de azeite dendê por cima.
Vela - Lilás ou Roxo
Saudação: Saluba Nanã.
Data comemorativa: 26/Jul


beijada
Ibeijada (Cosme, Damião, Doum) orixas do amor, simbolizam a esperança e a alegria de um futuro próspero e melhor. Elemento Terra. Domínio: parques e jardins.

Bebida: Guaraná
Comida: Doces em geral.
Vela: Rosa / Azul / Amarela
Saudação: Oribeijada ou Salve Cosme Damião e Doum.
Data comemorativa: 27/Set


Esta foi uma forma usada para que os interessados em conhecer a Umbanda pudessem entender um pouco mais da religião, inclusive deixando o preconceito um pouco de lado.

 

Existem também algumas lendas sobre os Orixás, mas como o próprio nome diz, são lendas e por serem diversas achamos melhor não publicá-las, até mesmo para não confundir os que estão iniciando seu processo de conhecimento na Umbanda.

 

 

Esta casa Umbandista  a pedido do mentor espiritual "Pai Joaquim das Almas" ainda encontra-se fechada ao público. A participação nos trabalhos realizados na casa se darão somente após autorização do mentor. E é restrita aos médiuns e seus familiares autorizados. Após estruturação da forma de trabalho na casa, informaremos a abertura do terreiro. 
Na Umbanda não se admite a cobrança de consultas, não faz amarrações, adivinhações e não utiliza sangue em seus trabalhos.

  Site Map