História  do Terreiro

A Casa de Oração Pai Joaquim das Almas não foi criada a pedido do nosso mentor espiritual: Pai Joaquim das Almas.  
Na realidade a antiga sede, demolida para a construção da nova (esta sim a pedido do guia) tratava-se de um cômodo de uma casa já abandonada dentro do nosso quintal. 

Antes o nosso querido preto velho, realizava os seus trabalhos espirituais em um quarto onde se guardavam móveis sem utilidade. As imagens ficavam em cima de um armário antigo. 

Lá  o nosso guia começou a desenvolver a mediunidade na "Umbanda" do nosso diretor de culto em paralelo com o serviço que ele prestava em outra casa espírita o GECA. 

Uma semana antes do aniversário do nosso diretor de culto, outubro de 2001, os amigos e consulentes de Pai Joaquim resolveram fazer uma reunião em comemoração ao aniversário que se aproximava. Preocupado com o pequenino espaço, o nosso diretor de culto junto com a mãe, irmã, prima e amigos decidiram limpar e adequar um dos quartos da casa abandonada para abrigar ali o novo espaço. 

Pronto, a motivação foi suficiente para que as "formiguinhas" de Pai Joaquim se organizassem e realizaram em prazo recorde um belo trabalho no espaço, para que o nosso guia espiritual pudesse realizar a reunião comemorativa e também, destinar o espaço somente para o trabalho de caridade. 

Foi então que em outubro de 2001 fundamos o terreiro. 

Com o passar dos anos a casa começou a precisar de melhorias, já que a construção em sí era bastante antiga e sofria também com fatores externos como infiltrações e até mesmo pelo tamanho, pois já não acomodava suficientemente as pessoas em dia de reunião. Baseados nesses problemas os médiuns e consulentes se juntaram, começaram a arrecadar fundos com almoços mensais, além das  inúmeras doações.  
Em junho de 2011 iniciaram a demolição da antiga sede e começaram a obra que durou aproximadamente 4 meses.  Inauguramos  o terreiro com a festa de Cosme e Damião em outubro de 2011. 
Prazo recorde para as formiguinhas do preto velho.

O terreiro ainda está em fase de acabamento, sem pintura e alguns detalhes. Mas como diz o nosso mentor: " Para acolher aos irmãos só preciso de um espaço coberto. O resto é luxo".
 

Esta casa Umbandista  a pedido do mentor espiritual "Pai Joaquim das Almas" ainda encontra-se fechada ao público. A participação nos trabalhos realizados na casa se darão somente após autorização do mentor. E é restrita aos médiuns e seus familiares autorizados. Após estruturação da forma de trabalho na casa, informaremos a abertura do terreiro. 
Na Umbanda não se admite a cobrança de consultas, não faz amarrações, adivinhações e não utiliza sangue em seus trabalhos.

  Site Map